Buscar
  • Aline Fatima

Suicídio também é um assunto de trabalho

Setembro é conhecido por ser o mês da prevenção contra o suicídio através da campanha Setembro Amarelo. De acordo com dados do ano passado o Brasil tem um suicídio a cada 46 minutos.


De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) nove a cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas e o caminho para que isso ocorra é a conscientização e o diálogo. Romper o silêncio é melhor forma de prevenção quando os primeiros sinais são apresentados.



Em um período de instabilidade econômica e com o número de desemprego alto é comum que os que hoje trabalham vivam com um sentimento de insegurança e angústia constante. Esses dois sentimentos juntos podem levar ao adoecimento mental.


Por isso é importante que estar sempre atento ao efeito que o seu trabalho exerce sobre você. Se perceber que ele é um fator gerador de sofrimento, procure ajuda. Na saúde pública é possível encontrar auxílio nos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador. Romper o tabu é importante para que os índices de suicídio parem de subir.


Oferecer ajuda é tão importante quanto procurar. Se perceber em alguém atitudes como: isolamento, mudança de hábitos, perda de interesses em atividades que antes gostava, baixa no desempenho escolar ou profissional. Fique atento!



Além dos centros de ajuda psicológica existe o CVV (Centro de Valorização da Vida). A ONG presta serviço voluntário gratuito 24 horas por dia e 7 dias por semana. Os voluntários atendem pessoas que precisam de apoio emocional. O serviço funciona através do chat 188.

Lembre-se que evitar falar sobre o suicídio não o previne, pelo o contrário contribui para que mais e mais pessoas entrem por esse caminho.


Aline de Fátima

Redatora | Vb Creations

Posts recentes

Ver tudo